Seguidores

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Cantor de rock hostiliza a Eucaristia em show na Itália


Recebi por -mail da Associação de Devotos de Nossa Senhora de Fátima. Repasso alguns pontos importantes da informação:

"Vamos aos fatos:
- No meio do show de uma banda de rock, na praça
de S. Giovanni in Laterano, o vocalista simulou a
consagração da eucaristia com um preservativo
e disse essas palavras infames:
"Este é o modelo que eu uso, que elimina a doença do mundo, tomai e usai todos vós, faça isso, escutai-me".
Depois, mostrou sua cabeça que estava com o corte de cabelo de um franciscano, para deixar claro que estava ridicularizando o momento da consagração na Santa Missa.
Nosso Senhor foi diretamente insultado, na Sagrada Eucaristia, e junto com Ele todos nós católicos que temos Fé e que cremos na presença d’Ele na hóstia consagrada.
Reze este trecho da oração que o anjoenviado por Deus ensinou aos pastorinhos em Fátima:
“Santíssima Trindade, Pai, Filho, Espírito Santo,
adoro-Vos profundamente e ofereço-Vos o
Preciosíssimo Corpo, Sangue, Alma e Divindade deJesus Cristo, presente em todos os sacrários da terra,em reparação dos ultrajes, sacrilégios e indiferenças com que Ele mesmo é ofendido.”
Que Nosso Senhor Jesus Cristo tenha piedade de nós!

Marcos Luiz Garcia

Conselheiro de Campanhas da
Associação Devotos de Fátima
PS - Acender essa vela será seu ato de compaixão para com Nosso Senhor Jesus Cristo, tal qual o Cirineu que o ajudou a carregar a Cruz até o Calvário.

Façamos nossa parte! Que atos de desagravo à Santa Eucaristia sejam feitos por nós!

Em Cristo,

Evelyn.

quarta-feira, 1 de maio de 2013

E volta o mês de maio!


Caríssimos!

Há quanto tempo não tenho frequentado meu próprio blog! 

Hoje é um dia muitíssimo especial para mim: é dia em que meu pai faleceu. Despediu-se desta vida há dois anos. Não me regojizo de sua morte, mas sim, da misericórdia de Deus. É que neste dia, em 2011, era um domingo, dia do Senhor; era festa da Divina Misericórdia; foi quando o papa emérito Bento XVI beatificou João Paulo II; é o primeiro dia do mês de Maio, dedicado à Nossa Senhora.Mãe de Jesus e nossa mãe.

Peço aos que desejarem, que acompanhem as meditações deste mês no site  Rainha Dos Apostolos, do meu irmão na fé Anderson Luis Dos Reis, apoiado por padre  Mateus Maria Da Divina Misericórdia. 

As meditações são do Padre Steffano e são extremamente propícias para o tempo em que vivemos.

No link, está a meditação para o primeiro dia, mas a partir dele, pode-se pegar as dos outros 30:

http://www.rainhadosapostolos.com/mes-com-maria-1o-dia/


Que São José Operário rogue por nós.


Em Cristo,

Evelyn.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

A quaresma que não pedimos, mas que precisamos

Na última segunda-feira, todo o mundo foi surpreendido com o comunicado de renúncia do Papa Bento XVI. Cristãos, ateus, personalidades e inimigos ficaram atônitos por um tempo. Apesar de ser Carnaval, o mundo parou para ouvir e conhecer um pouco mais o pastor dos católicos. Ninguém esperava por isso.

A atitude do Papa não foi tomada por pura euforia, por medo do que ocorre atualmente ou por não suportar a pressão. Não há nisso nenhum sinal de fracasso. Sua atitude é legalmente justa e completamente honesta, humilde e corajosa. É algo que apenas alguém com tamanha sabedoria poderia fazer. Porque o sábio sabe até onde pode ir. Papa Bento XVI sacudiu o povo católico. Mostrou que não podemos nos "escorar" nele, porque a salvação é uma luta - também - individual, afinal, cada um responderá por seus atos diante do Deus Altíssimo. 

Muitos pensaram - e eu também - porque ele não esperou passar a Páscoa para tal. Mas, após algumas reflexões, vê-se nisso uma mística necessária: teremos a quaresma mais árdua e mais santa de nosso tempo. 

Quaresma, como sabemos, é um tempo de conversão. Neste tempo somos convidados a refletir sobre o nosso modo de vida, sobre nossa doação a Cristo, sobre como nos apresentaríamos diante de Deus caso nos chamasse hoje à Sua Pátria Celeste. É o tempo das cinzas, do silêncio, do jejum. É o tempo das lágrimas e da oração. Quer tempo mais propício para rezarmos pela Santa Igreja?

O Santo Padre sair no início da quaresma dá a nós o sentimento que temos durante a Sexta-feira Santa, por exemplo. Com o sacrário aberto, sentimos que o mundo está só, sem Deus, completamente abandonados. A única coisa que nos alenta é a certeza na ressurreição no Domingo. A cátedra vazia durante a quaresma, a mim, tem o mesmo sentido. Estamos todos sós, contando apenas com a graça de Deus até que Ele envie aquele que tocará a barca de Pedro.

Para este ano, Bento XVI mostrou-nos o caminho: a fé! Instruiu-nos a estudar e a compreender o Catecismo da Igreja Católica, a amar a Jesus e a Ele defender. Pediu-nos para não termos medo do mundo e encará-lo de frente crendo que aquilo que defendemos é maior que tudo isso. Com seus ensinamentos, não ficaremos só. Como um pai, deu-nos o alimento necessário até que aquele que deverá vir nos encontre. Como um pai, permite-nos viver a quaresma que não pedimos, mas que precisamos para compreendermos que crer naquilo que não se vê é o que faz do cristão o que ele é: de Cristo.

Não sejamos incrédulos, pois. Nada de dar ouvidos às especulações. Que sempre tenhamos em nossa mente e coração que tudo concorre para o bem dos que amam a Deus (cf. Rom 8,28). Se Cristo permitiu isso, é porque Ele está no comando. Façamos, pois, o que nos cabe: ofereçamos ainda mais nossas orações e jejuns pela Santa Igreja e façamos desta quaresma a mais importante de nossas vidas. Na Páscoa, com o novo Papa, saudaremos o Cristo que ressurge dos mortos vivo e ressurrecto, vencendo a morte e dando-nos a vida eterna.

Sepultamos nesta quarta-feira o Aleluia que, com duplo sentido (alegres pela ressurreição de Cristo e pelo novo Papa) com alegria, na Páscoa, daremos.

Em Cristo,

Evelyn Mayer de Almeida

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Aproxima-se a festa de Cristo, Rei do Universo





Para o próximo domingo, a Liturgia nos prepara uma grande festa: a de Cristo, Rei do Universo.

Jesus é Deus, e como Senhor de tudo e de todos, reina glorioso em seu Reino infindável. Este dia é, também, proposto para meditarmos nossa vocação, nosso chamado à salvação e a louvar ao Rei dos Reis, Senhor dos Senhores.

É, sem dúvida, um modo belíssimo de encerrarmos o ano litúrgico para darmos início ao novo ano de forma esplêndida: com o advento!


Convido-os a ler o artigo do site Catequisar que elucida esta festa maravilhosa: http://www.catequisar.com.br/texto/materia/celebracoes/cristorei/11.htm



Em Cristo,


Evelyn.

segunda-feira, 30 de julho de 2012

O Governo Federal e as organizações que trabalham para a legalização do aborto


"Nas últimas eleições presidenciais, quando a então candidata à presidência da República, Sra. Dilma Rousseff, viu as intenções de voto caírem vertiginosamente após a divulgação da sua posição favorável ao aborto, assinou um compromisso público, no qual firmou a obrigação de não modificar a legislação referente ao aborto. Com isso, conseguiu eleger-se, como é sabido.

Após ser eleita, de fato, a Sra. Dilma Rousseff não tentou modificar as leis que tipificam o aborto, porém, vem trabalhando com afinco e determinação para que o aborto seja implantado no país. Para isso, tem financiado organizações que têm como bandeira o trabalho para a legalização do aborto. Essas organizações lutam pelo que chamam de “direito da mulher” sobre o seu corpo.

Tanto é verdade que a Secretaria de Política para as Mulheres, capitaneada pela sra. Eleonora Menicucci, secretária com status de ministra de Estado, está dando quatro milhões e meio de dólares para as seguintes organizações:

CFEMEA (http://www.cfemea.org.br/)INSTITUTO PATRÍCIA GALVÃO (http://www.agenciapatriciagalvao.org.br/)REDE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO (http://www.redeh.org.br/)COLETIVO LEILA DINIZ (http://www.coletivoleiladiniz.org/)INSTITUTO MULHER NEGRA (http://www.geledes.org.br/)CUNHÃ COLETIVA FEMINISTA (http://www.cunhanfeminista.org.br/)A pergunta que não quer calar é a seguinte: qual a razão para que 4,5 milhões de dólares sejam dados para instituições que publicamente trabalham contra a vontade do povo brasileiro?

Somente duas opções podem ser aceitas, nesse caso:

Ou a Sra. Dilma Rousseff, presidente da República, nada sabe sobre as ações da Secretária de Política para as Mulheres e, diante desta denúncia, irá tomar medidas coerentes com o seu compromisso firmado à época das eleições, destituindo peremptoriamente a Sra. Eleonora Menicucci, posto que suas ações não condizem com a palavra dada pela sra. Presidente;Ou a Sra. Presidente sabe exatamente o que está acontecendo na Secretaria de Política para as Mulheres, tem pleno conhecimento das ações da Sra. Eleonora Menicucci, as apoia e, portanto, irá calar-se, omitir-se diante da vontade da maioria esmagadora do povo brasileiro, mostrando com essa atitude que está ciente e de acordo com o que ocorre na referida Secretaria e no Ministério da Saúde.Não existe uma terceira alternativa. O país está diante de fatos claros: o Governo Federal insiste em financiar organizações que historicamente já agiram de forma contrária à vontade da população.

A Frente Parlamentar Evangélica protocolou nesta semana, junto à Câmara dos Deputados, em Brasília, o Requerimento nº 2406/2012, assinado pelo Deputado Federal, Sr. João Campos e subscrito por mais vinte e seis parlamentares, solicitando ao Governo Federal que dê explicações detalhadas sobre o destino dado ao valor de 4,5 milhões de dólares (composto de 3 milhões de dolares recebidos da ONU-Mulheres e mais 1 milhão e meio do próprio governo Federal) e sobre o critério de escolha das organizações que estão recebendo parte desse montante.

Além desse requerimento específico, a mesma Frente Parlamentar endereçou um outro ao Sr. Alexandre Padilha, Ministro da Saúde, questionando acerca da norma técnica que permitirá a liberação comercial do medicamento abortivo conhecido como CITOTEC. Qualquer mulher que queira realizar um aborto será orientada pelo Sistema de Saúde - por meio de uma cartilha que está sendo preparada pelo MS - a adquirir este medicamento em qualquer farmácia e administrá-lo. Tão logo os primeiros sintomas apareçam deve encaminhar-se para um Posto de Saúde. O requerimento pede explicações sobre essa ação gravíssima do Ministério da Saúde, subordinado ao Governo Federal, que porá em risco a vida de milhões de bebês.

Incrível é que essa notícia não foi veiculada na grande mídia, nem mesmo no site da Câmara dos Deputados. Apesar do escândalo que esses atos do Governo representam, tais notícias não serão veiculadas na grande mídia. Caso queria inteirar-se, o cidadão deve recorrer ao Pravda (http://port.pravda.ru/news/russa/27-07-2012/33419-dilma_aborto-0/), veículo de comunicação ligado à Federação Russa. Esta é a censura que o país vive.

Colocar em prática a agenda abortista internacional não é algo que começou ontem. Pelo contrário, tão logo acabou o Governo Militar, organizações internacionais passaram a subvencionar institutos nacionais com o fim único de promover a legalização do aborto.

Recentemente, a Organização das Nações Unidas criou um órgão denominado ONU-Mulheres. Este organismo surgiu "a partir de um forte embasamento, pela fusão de quatro organizações da ONU com um sólido histórico de experiência em pesquisa, programas e ativismo em quase todos os países". É interessante perceber como eles são claros ao exporem seus objetivos:

  • “A ONU Mulheres apoia os Estados-Membros da ONU no estabelecimento de padrões globais para alcançar a igualdade de gênero e trabalha junto aos governos e à sociedade civil para formular leis, políticas, programas e serviços necessários à implementação desses padrões. A ONU Mulheres coordena e promove o trabalho do Sistema ONU no avanço da igualdade de gênero.” (http://www.onu.org.br/onu-no-brasil/onu-mulheres/)

No documento chamado "O Progresso das Mulheres: em busca da justiça", a ONU-Mulheres afirma na página 43: os comitês das Nações Unidas sobre os Direitos Humanos, sobre os Direitos Econômicos e sobre os Direitos das Crianças já declararam que estão preocupados pela legalização do aborto e exortaram várias vezes os Estados-membros que revisassem ou modificassem a legislação. Vários casos judiciais transcendentais confirmaram o direito das mulheres ao acesso a serviços de saúde reprodutivas, incluindo o aborto, em condições seguras. Ou seja, segundo este documento, o aborto é um direito reprodutivo das mulheres; existe jurisprudência para amparar esse postulado; mais que isso, se o Brasil não reconhecer o aborto como um direito, entrará para a lista de países que desrespeitam os direitos humanos.

Trata-se de um ataque frontal à soberania da Nação. Com esse documento, querem dizer como se deve pensar, em que se deve acreditar e como se deve legislar no Brasil. Isso é inadmissível. É um atentado à democracia brasileira. Fundações internacionais interferindo na maneira de se governar um país. E isso por meio do dinheiro, comprando posturas e subvencionando organizações nacionais para trabalharem contra a vontade da população.

Diante disso, incrivelmente existe um silêncio sepucral, nada se fala sobre o assunto na grande mídia. Não existe uma voz que se levante em defesa não só da soberania do país, mas em defesa da vida das crianças nos ventres maternos. Onde estão os defensores da vida, dos direitos humanos? Onde?

As crianças mortas, assassinadas pelas normas técnicas, pelo CITOTEC, pelo dinheiro dessas organizações internacionais são SILENCIOSAS. Não gritam, não podem defender-se e, por isso, todos fingem que nada está acontecendo. É mister que o povo apoie os Deputados e Senadores que estão chamando o Governo a dar explicações de seus atos. Não só isso, é preciso que cada cidadão se pronuncie, tome atitudes concretas diante desse flagelo que está se abatendo sobre o país.

Cada homem, mulher de boa vontade, independente da crença religiosa, raça ou partido político, mas que esteja disposto a por em risco fama, propriedade, nome, família e até mesmo a própria vida para defender essa geração de nascituros que está sendo ceifada, deve entrar em contato com o Senadores e Deputados, pedir satisfações ao Governo Federal. Saiba como fazer acessando os links abaixo.

A voz do povo deve ser ouvida. é preciso romper o silêncio sobre essa atrocidade que está em vias de ser legalizada. Sejamos nós as vozes daquelas crianças que estão correndo o risco iminente de serem assassinadas silenciosamente nos ventres maternos. Sejamos nós aqueles que gritam pelos nascituros, pelos fetos, pelas crianças, pela VIDA. Não podemos nos calar diante de tão eloquente silêncio e dor."




http://padrepauloricardo.org/episodios/o-governo-federal-e-as-organizacoes-que-trabalham-para-legalizacao-do-aborto


http://padrepauloricardo.org/episodios/governo-dilma-prepara-se-para-implantar-aborto-no-brasil

Extraído do site padrepauloricardo.org


(Evelyn Mayer de Almeida)

domingo, 29 de julho de 2012

Herege que acusou Pe Paulo Ricardo de extorsão afirma: católicos querem matá-lo!

Por Evelyn Mayer de Almeida


Cada dia surge alguém que, ao invés de acrescentar, contribui para que a sociedade continue menos crente de Deus e mais crente de sua vaidade e sandice. Após a rebelião de Lutero contra a Igreja, fundando para si a "sua" fé e doutrina, todos os homens da terra encontraram-se no direito de atribuir a Deus e à Bíblia significados retirados de sua alma medíocre e não da fonte viva, que é o Espírito Santo, que a todos quer iluminar e guiar para Cristo com o seu Ruah.

O mais novo protagonista da série é o líder da seita (que ele não leia isso, pois não gosta de denominar-se assim) "Eu quero uma Igreja", cujos vídeos podem ser vistos no youtube. Segundo o mesmo, o objetivo do grupo é levantar questionamentos, desmascarar farsas e bradar por uma Igreja real e verdadeira citada em Romanos 14 e 1º Coríntios 13. Se lhe perguntam se é evangélico, ele dirá que sim, pois vive o evangelho (ou busca vivê-lo). Se lhe perguntam se é católico, também dirá que sim, pois o significado da palavra é "universal". Só não lhe peça para dizer-se "romano", pois segundo o mesmo, ao Papa não foi dada nenhuma autoridade. Também porque são eles "cristocêntricos" (acusando veladamente que a Igreja Católica não o seja). Logo, ele "segue" o que a Bíblia diz, bem como deram exemplo os apóstolos. Com uma voz bem articulada, um linguajar doce e uma pregação gnóstica, segue o rapaz ganhando adeptos aos seus pensamentos "cristocêntricos" de sei lá eu o quê.

Apesar de não gostar de um rótulo - afinal, conforme o público ele o é, ora evangélico, ora católico - o protagonista da série de vídeos gosta muito de rotular. Conforme denunciou o site Porta Fidei (http://portadafe.wordpress.com/2012/07/21/herege-picareta-acusa-padre-paulo-ricardo-de-extorsao/) o líder da seita acusou o Pe Paulo Ricardo de extorsão. Obviamente, houve no meio católico sincera revolta pela desonestidade do mesmo ao retirar citações do vídeo descontextualizando-as para validar seu discurso. Com isso, muitos sites resolveram contra-argumentar o que o protagonista em questão disse. Para tanto, a resposta que nos veio foi prova de que o que este homem diz é descabível: criou um vídeo alegando que os católicos ameaçaram-no de morte.

Para quem tem estômago (eu não o tive) há dezenas de vídeo em que o protagonista da seita acusa diferentes lideranças da Igreja Católica sem dar ônus à prova. E tudo porque deseja viver as passagens já citadas de Romanos e Coríntios (sic!). Contudo, qualquer ser humano perspicaz há de ver que o que o rapaz faz é uma verdadeira lavagem cerebral já conhecida em diferentes meios protestantes.

O que se conclui do que se vê é que o sujeito não merece ibope. Apenas orações para que se converta, inclusive, de sua loucura.

Caso queiram, segue abaixo o vídeo em que ele garante que os católicos o ameaçam de morte, bem como outros no qual denuncia, inclusive, que um de nossos Papas tiveram vínculo com a maçonaria. Mas beba antes um sal de frutas. Vai precisar...

E por favor, senhor do "eu quero uma igreja", não me venha dizer após esta postagem que eu também o ameacei de morte. Eu não o ameaço de nada. 

Em Cristo,

Vídeo em que alega que os católicos o ameaçaram de morte



Vídeo em que alega o vínculo da Igreja Católica com a Maçonaria


sexta-feira, 1 de junho de 2012

Mês de Junho, mês do Sagrado Coração!

Quem é Jesus?



Jesus é o Filho Unigênito de Deus, concebido pelo Espírito Santo, nascido virginalmente de Maria Virgem.
Jesus é o Verbo Encarnado.
Em Deus existem três pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo. Jesus é a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade.
Para salvar a Humanidade da escravidão do pecado, Deus Pai mandou Seu Filho único como nosso Redentor.
O Verbo se encarnou no seio virginal de Maria, que é a única criatura imune de toda a mancha do pecado desde a sua concepção. É Imaculada! Ela consentiu ao desígnio de Deus, aceitando se tornar a Mãe do Unigênito de Deus. Ela acolheu o Verbo no seu seio, e desde o primeiro instante o adorou como Deus; o gerou como Filho e o doou a nós como Salvador e Redentor.
Jesus, com sua Mãe, reparou a humildade na obediência e no sacrifício; o orgulho, a rebelião e aganância de Adão e Eva.
Jesus e Maria: o novo Adão e a nova Eva. Eles reabriram as portas do Paraíso, eliminando a antiga maldição que pesava sobre a humanidade, devolvendo a grala que redime, oferecendo a possibilidade da Salvação a todos.
Belém, Nazaré, o Calvário: Jesus viviu a humildade, embora nem todos aceitem.
A pobreza em Belém, o ocultamento e a obediência em Nazará, a condenação e a imolação no Calvário. Deste modo, Ele foi o nosso Deus Salvador, pagando os nossos pecados de pessoa, com a Sua vida e o Seu sangue.
Nele, somente Nele, todos os homens podem conseguir a Salvação: "Deus nos deu a vida eterna e essa vida está no seu Filho" (cf. I Jo 5,11).
Por isso os Santos consumiram a própria vida para conduzir os homens a Jesus Salvador.
Por que os Apóstolos se espalharam pela terra e morreram mártires? Somente para doar aos homens a Boa Nova da salvação em Jesus.
Por que São Francisco de Assis e São Domingos de Gusmão foram incansáveis no pregar através de países e países? Para arrancar as almas ao pecado e aos erros, conduzindo-as a Jesus, Caminho, Verdade e Vida.
Por que São Francisco Xavier, e tantos missionários, deixaram família e pátria para andarem imolando-se em terras longínquas e desconhecidas? Para levar Jesus àqueles irmãos necessitados de salvar a sua alma.
Por que São Luís Grignion, Santo Afonso de Ligório, São Maximiliano maria Kolbe, difundiram com zelo ardentíssimo a devoção a Nossa Senhora? Para conduzir os homens a Jesus Salvador através do caminho "mais breve, mais fácil, mais seguro".


Quem é o homem?


O homem é uma criatura de Deus. O primeiro homem fo Adão, que de Deus recebeu corpo e alma. A primeira mulher foi Eva, que com Adão constitui o casal dos nossos primeiros pais.
O homem é composto de alma e de corpo. A alma é espiritual e imortal, criada diretamente por Deus, e infundida no corpo (cf. Gn 2,7). O corpo é mortal, transmitido pelas gerações, corrompe-se no sepulcro, mas é destinado também à imortalidade, ao Paraíso ou ao Inferno, com a ressurreição final.
O homem foi criado por Deus, inocente. Não só isso. Recebeu até a graça divina, que o tornou filho de Deus, coparticipante da mesma natureza divina. Mas o homem era livre. E devia escolher livremente Deus, para ser sempre o filho e amigo de Deus, pleno de felicidade eterna do seu reino.
No entanto, Adão e Eva não escolheram Deus, mas se deixaram enganar pela sugestão diabólica de 'ser como Deus'. E se rebeleram contra Deus, comendo do fruto proibido.
O pecado original destruiu neles a inocência e a filiação divina, privando-os também dos dons particulares recebidos de Deus. Mais ainda: introduziu o deseuilíbrio entre corpo e alma, entre os sentidos e a razão, e insuflando-lhes a semente da concupiscência com as paixões mais vergonhosas.
Satanás no lugar de Deus. Satanás, com todas as suas iniquidades e indecências. Uma verdadeira revolta: do filho do amor de Deus, o homem se torna "filho da ira" de Deus (cf. Efe 2,3). Uma verdadeira catástrofe para o homem, que se tornou o ser mais infeliz da terra.
A este ponto, quem repararia a ingratidão monstruosa e o infinito ultraje feito a Deus pelo homem? Uma ofensa infinita exige reparação infinita. Mas só Deus é infinito. Então, só Deus poderia reparar o mal do homem.
A única esperança do homem, por isto, era Deus, o ofendido. A única esperança da humanidade era Deus misericordioso. "Salvai-me, ó Deus!" (cf. Sl 69,2).
E Deus misericordioso veio com a Encarnação do Filho: "Deus amou tanto o mundo, que mandou o seu Filho Unigênito" (cf. Jo 3,16); "O Pai amndou Seu Filho para salvar o mundo" (cf. Jo 4,14).
Esta é a imensidão do amor de Deus que chegou depois ao excesso com a Eucaristia (Jo 13,1) e continua a amar-nos com os dons e as promessas do seu divino Coração. E São Paulo recorda que "o amor de Deus é largamente difundido nos vossos corações por meio do Espírito Santo que nos foi dado" (cf. Rm 5,5). Toca ao coração do cristão viver e inebriar-se deste amor Divino.



Propósitos:


- Fazer tudo no mês de junho em honra do Sagrado Coração de Jesus;
- Rezar as seguintes orações:



Coroa ao Sagrado Coração de Jesus






Oh! Jesus meu! Vós que dissestes "Em verdade vos digo: pedi e obterás, buscai e encotrareis, batei e se abrirá", eis aqui que eu que bato, eu busco, eu peço a graça de .....



Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.



Sagrado Coração de Jesus, em Vos confio e espero.

Oh! Jesus meu! Vós que dissestes "Em verdade vos digo: qualquer coisa que peçais a Meu Pai, em Meu Nome, Ele vos concederá", eis aqui que a vosso Pai, em vosso Nome, eu peço a graça de .....



Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.



Sagrado Coração de Jesus, em Vos confio e espero.

Oh! Jesus meu! Vós que dissestes "Em verdade vos digo: passarão o céu e a terra mas minhas palavras não passarão", eis aqui que apoiado na infabilidade de vossos santas palavras, eu peço a graça de .....



Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.



Sagrado Coração de Jesus, em Vos confio e espero.

Oração:

Oh! Sagrado Coração de Jesus, a quem é impossível não ter compaixão dos infelizes, tende piedade de nós miseráveis pecadores e concedei-nos as graça que vos pedimos por meio do Imaculado Coração de Maria, vossa e nossa terna Mãe.



São José, pai adotivo do Sagrado Coração de Jesus, rogai por nós.

Salve Rainha...



Ladainha ao Sagrado Coração de Jesus


Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, ouvi-nos.

Jesus Cristo, atendei-nos.



Deus Pai dos céus,.

Deus Filho, Redentor do mundo.

Deus Espírito Santo,.

Santíssima Trindade, que sois um só Deus,.



Coração de Jesus, Filho do Pai Eterno,.

Coração de Jesus, formado pelo Espírito Santo no seio da Virgem Mãe,

Coração de Jesus, unido substancialmente ao Verbo de Deus,

Coração de Jesus, de majestade infinita,

Coração de Jesus, templo santo de Deus,

Coração de Jesus, tabernáculo do Altíssimo,

Coração de Jesus, casa de Deus e porta do céu,

Coração de Jesus, fornalha ardente de caridade,

Coração de Jesus, receptáculo de justiça e de amor,

Coração de Jesus, cheio de bondade e de amor,

Coração de Jesus, abismo de todas as virtudes,

Coração de Jesus, digníssimo de todo o louvor,

Coração de Jesus, rei e centro de todos os corações,

Coração de Jesus, no qual estão os tesouros da sabedoria e da ciência,

Coração de Jesus, no qual habita toda a plenitude da divindade,

Coração de Jesus, no qual o Pai pôs as Suas complacências,

Coração de Jesus, de cuja plenitude todos nós recebemos,

Coração de Jesus, desejo das colinas eternas,

Coração de Jesus, paciente e de muita misericórdia,

Coração de Jesus, rico para todos os que Vos invocam,

Coração de Jesus, fonte de vida e de santidade,

Coração de Jesus, propiciação pelos nossos pecados,

Coração de Jesus, saturado de opróbrios,

Coração de Jesus, esmagado pelos nossos pecados,

Coração de Jesus, feito obediente até a morte,

Coração de Jesus, atravessado pela lança,

Coração de Jesus, fonte de toda a consolação,

Coração de Jesus, nossa vida e ressurreição,

Coração de Jesus, nossa paz e reconciliação,

Coração de Jesus, vítima dos pecadores,

Coração de Jesus, salvação dos que esperam em Vós,

Coração de Jesus, esperança dos que morrem em Vós,

Coração de Jesus, delícia de todos os santos,



Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, perdoai-nos, Senhor,

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ouvi-nos, Senhor,

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo,



V. Jesus, manso e humilde de coração.

R. Fazei nosso coração semelhante ao vosso.



Oremos: Deus onipotente e eterno, olhai para o Coração de vosso Filho diletíssimo e para os louvores e as satisfações que ele, em nome dos pecadores, vos tributa; e aos que imploram a vossa misericórdia concedei benigno o perdão, em nome de vosso mesmo Filho Jesus Cristo, que convosco vive e reina, em união com o Espírito Santo, por todos os séculos dos séculos. Amém

Viva o Coração de Jesus, nosso Rei e nosso Pai!




Consagração do Gênero Humano ao Sagrado Coração



Dulcíssimo Jesus, Redentor do gênero humano, lançai sobre nós, que humildemente estamos prostrados diante do vosso altar, os vossos olhares. Nós somos e queremos ser vossos; e, afim de podermos viver mais intimamente unidos a vós, cada um de nós se consagra espontaneamente neste dia ao vosso sacratíssimo Coração.

Muitos há que nunca vos conheceram, muitos, desprezando os vossos mandamentos, vos renegaram. benigníssimo Jesus, tende piedade duns e doutros e trazei-os todos ao vosso Sagrado Coração.

Senhor, sêde Rei não somente dos fiéis que nunca de vós se afastaram, mas também dos filhos pródigos que vos abandonaram; fazei que estes tornem quanto antes à casa paterna para não perecerem de miséria e de fome.

Sêde Rei dos que vivem iludidos no erro ou separados de vós pela discórdia; trazei-os ao porto da verdade e à unidade da fé, afim de que em breve haja um só rebanho e um só pastor.

Sêde Rei de todos aqueles que estão ainda sepultos nas trevas da idolatria e do islamismo, não recuseis conduzi-los à luz e ao reino de Deus.

Volvei, enfim, um olhar de misericórdia aos filhos do que foi outrora vosso povo escolhido; desça também sobre eles, num batismo de redenção e de vida, aquele sangue que um dia sobre si invocaram.

Senhor, conservai incólume a vossa Igreja e dai-lhe uma liberdade segura e sem peias; concedei ordem e paz a todos os povos; fazei que dum polo a outro do mundo ressoe uma só voz:

Louvado seja o Coração divino, que nos trouxe a salvação; honra e glória a ele por todos os séculos. Amém.

Honra e Glória a Ele por todos os séculos. Amém.

domingo, 13 de maio de 2012

13 de Maio: dia de Nossa Senhora de Fátima. 13 de Maio: dia das Mães!

Hoje é um dia mega especial: 95º aniversário das aparições da Virgem em Fátima e dia das Mães!
Trago alguns vídeos interessantes,  bem como um link da reportagem desta festa maravilhosa!










http://www.adf.org.br/home/2012/05/13-de-maio-95-anos-das-aparicoes-de-nossa-senhora-em-fatima/

terça-feira, 1 de maio de 2012

Mês de Maio

Voltamos com o mês de maio!

Neste dia de São José, damos início ao mês de maio, dedicado a Nossa Senhora!
Siga aqui a lista de meditações deste santo mês escritas por Pe Stefanno!

http://www.rainhadosapostolos.com/2002/05/um-mes-com-maria.html

domingo, 8 de abril de 2012

Cristo Ressuscitou! Aleluia!

De hoje até o Pentecostes, vivemos dias alegres: é Páscoa!

Durante estes cinquenta dias de festividades, Cristo se faz presente em meio a nós vivo e ressurreto!
Estes dias são de comemoração, de louvor e agradecimento ao Senhor que cumpriu Sua promessa vindo ao mundo salvar-nos.

Façamos nossa parte, preparando-nos devidamente para a próxima salutar festa, o Pentecostes, em que Cristo nos enviará o Espírito Prometido que nos dará forças para seguirmos firmes até o último dia.

Aleluia!





sábado, 7 de abril de 2012

Sábado Santo: contemple as dores de Maria Santíssima

Após ter entregue Seu espirito ao Pai, Jesus é descido da cruz e recebido por Sua Mãe, que aninha em seus braços o corpo do filho morto. Naquele momento entendia a Virgem o que lhe profetizaria Simeão: "Uma espada de dor transpassará a tua alma". (Lc, 2,35). Sabia Nossa Senhora que tudo aquilo era necessário; se Seu Filho não morresse, não haveria como homem algum salvar-se. Porém, que mãe não se afligiria, apesar da promessa divina, em ver seu único filho injustamente morto?

Neste sábado, costumamos rezar a Coroa das sete dores de Maria, pois ainda estamos enlutados. Ainda aguardamos a finalização da promessa: a Ressurreição! Mas enquanto ela não se realiza, choramos.  Unimo-nos a Nossa Senhora das Dores em sinal de piedade.



A quaresma, sobretudo na Semana Santa, é uma época oportuna para acompanharmos as dores de Nossa Senhora. Meditar as imensas dores que a Virgem passou é meditar a história da nossa salvação.

Aqui estão episódios tirados dos Santos Evangelhos. Eles formam o caminho de dores da Filha amorosa de Deus Pai sofrendo em sua alma padecimentos semelhantes aos da Paixão de seu Divino Filho.

Nada desse mundo serve de comparação para as dores que Ela sofreu junto a Jesus. Nenhuma criatura viveu com tanto amor essas dores. Também, só Ela pode ser chamada de corredentora! Só Ela pode ser chamada de Onipotência Suplicante!

Unamos nossas dores imperfeitas aos sofrimentos d'Ela. Considerando os padecimentos da Mãe Dolorosa, encontraremos âmimo para suportarmos as dificuldades de nosso dia a dia, teremos força para subirmos ao alto de nosso próprio Calvário.






Coroa das Sete Dores de Nossa Senhora


A Coroa das Sete Dores de Nossa Senhora relembra as principais dores que a Virgem Maria sofreu em sua vida terrena, culminando com a Paixão, Morte e Sepultamento de Seu Divino Filho. É junto à Cruz que a Mãe de Jesus torna-se Mãe de todos os homens e do corpo Místico de Cristo: a Igreja Católica.
Unir-se às dores de Maria é unir-se também às dores de Nosso Senhor Jesus Cristo.

As reflexões presentes no texto são de São Josermaria Escrivá, fundador da prelazia papal, o Opus Dei.
* No início reza-se o Creio, o Pai Nosso e 3 Ave-Marias. Para cada dor de Maria deve-se rezar 1 Pai Nosso, 7 Ave-Marias e 1 Glória ao Pai.


Primeira Dor de Nossa Senhora: A Apresentação de Jesus no Templo e a profecia de Simeão


Ao apresentar o Menino Jesus no Templo, Maria encontrou Simeão que proferiu a seguinte profecia: "Eis que este menino está destinado a ser uma causa de queda e de soerguimento para muitos homens em Israel, e a ser um sinal que provocará contradições, a fim de serem revelados os pensamentos de muitos corações. E uma espada transpassará a tua alma" (Lc 2, 34-35)

Nossa Senhora ouve com atenção o que Deus quer, pondera aquilo que não entende, pergunta o que não sabe. Imediatamente a seguir, entrega-se sem reservas ao cumprimento da vontade divina: eis aqui a escrava do Senhor, faça-se em mim segundo a Vossa palavra. Vedes esta maravilha? Santa Maria, mestra de toda a nossa conduta, ensina-nos agora que a obediência a Deus não é servilismo, não subjuga a consciência, pois move-nos interiormente a descobrirmos a liberdade dos filhos de Deus.


Mestra de caridade! Recordai aquele episódio da apresentação de Jesus no templo. O velho Simeão assegurou a Maria, sua Mãe: este Menino está destinado para ruína e para ressurreição de muitos em Israel e para ser sinal de contradição; o que será para ti mesma uma espada que trespassará a tua alma, a fim de que sejam descobertos os pensamentos ocultos nos corações de muitos. A imensa caridade de Maria pela Humanidade faz com que se cumpra também n’Ela a afirmação de Cristo: ninguém tem mais amor do que aquele que dá a vida pelos seus amigos.

Com razão os Romanos Pontífices chamaram a Maria Corredentora: juntamente com o seu Filho paciente e agonizante, de tal modo padeceu e quase morreu e de tal modo abdicou, pela salvação dos homens, dos seus direitos maternos sobre o seu Filho e o imolou, na medida em que d’Ela dependia, para aplacar a justiça de Deus, que com razão se pode dizer que ela redimiu o género humano juntamente com Cristo. Assim entendemos melhor aquele momento da Paixão de Nosso Senhor, que nunca nos cansaremos de meditar: stabat autem iuxta crucem Jesu mater eius, junto da Cruz de Jesus estava a sua Mãe.

ORAÇÃO

Pela dor que sofrestes ao ouvir a profecia de Simeão, de que uma espada de dor transpassaria o Vosso Coração, Mãe de Deus, ouvi a nossa prece!
Unidos à dor que Maria sentiu nessa ocasião, peçamos forças e graças para suportarmos com paciência todas as dores de nossas vidas, e para nos mantermos afastados do pecado.

1 Pai Nosso, 7 Ave-Marias e 1 Glória ao Pai.


Segunda Dor de Nossa Senhora: A fuga para o Egito

Após o nascimento de Jesus, o Rei Herodes quis matá-lo e, por causa disso, um anjo do Senhor apareceu a São José e disse: "Levanta-te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito; fica lá até que eu te avise". Obediente, "José levantou-se durante a noite, tomou o menino e sua mãe e partiu para o Egito." (Mt 2, 13-14).

Maria cooperou com a sua caridade para que nascessem na Igreja os fiéis membros da Cabeça de que é efetivamente mãe segundo o corpo. Como Mãe, ensina; e, também como Mãe, as suas lições não são ruidosas. É preciso ter na alma uma base de finura, um toque de delicadeza, para compreender o que nos manifesta, mais do que com promessas, com obras.


Mestra de fé! Bem-aventurada és tu, porque acreditaste! Assim a saúda Isabel, sua prima, quando Nossa Senhora sobe à montanha para a visitar. Tinha sido maravilhoso aquele acto de fé de Santa Maria: eis aqui a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra. No nascimento de seu Filho contempla as grandezas de Deus na terra; há um coro de Anjos e tanto os pastores como os poderosos da terra vêm adorar o Menino. Mas depois a Sagrada Família tem de fugir para o Egipto, para escapar às intenções criminosas de Herodes. Depois, o silêncio; trinta longos anos de vida simples, vulgar, como a de qualquer lar, numa pequena povoação da Galileia.

O Santo Evangelho facilita-nos rapidamente o caminho para entender o exemplo da Nossa Mãe: Maria conservava todas estas coisas dentro de si, ponderando-as no seu coração. Procuremos nós imitá-la, tratando com o Senhor, num diálogo cheio de amor, de tudo o que nos acontece, mesmo dos acontecimentos mais insignificantes. Não nos esqueçamos de que devemos pesá-los, avaliá-los, vê-los com olhos de fé, para descobrir a Vontade de Deus.

Se a nossa fé é débil, recorramos a Maria. Conta S. João que, devido ao milagre das bodas de Caná que Cristo realizou a pedido de sua Mãe, acreditaram n’Ele os seus discípulos. A Nossa Mãe intercede sempre diante de seu Filho para que nos atenda e se nos mostre de tal modo que possamos confessar: – Tu és o Filho de Deus.

ORAÇÃO

Pela dor que sofrestes quando fugistes para o Egito, apertando ao peito virginal o Menino Jesus, para o salvar das fúrias do ímpio Herodes, Virgem Imaculada, ouvi a nossa prece!
Unidos à dor que Maria sentiu nessa ocasião, peçamos forças e graças para suportarmos com paciência as dores de nossas vidas, e para nos mantermos afastados do pecado.

1 Pai Nosso, 7 Ave-Marias e 1 Glória ao Pai.


Terceira Dor de Nossa Senhora: A perda do Menino Jesus no Templo

Terminada a festa da Páscoa, o Menino Jesus ficou em Jerusalém sem que seus pais o percebessem. Três dias depois o acharam no templo, sentado no meio dos doutores, ouvindo-os e interrogando-os. (Lc 2, 43-50)

O Evangelho da Santa Missa recordou-nos aquela cena comovente de Jesus que fica em Jerusalém ensinando no templo. Maria e José perguntaram por ele a parentes e conhecidos. E, como não o encontrassem, voltaram a Jerusalém à sua procura. A Mãe de Deus, que procurou com afã o seu Filho, perdido sem sua culpa e que sentiu a maior alegria ao encontrá-lo, ajudar-nos-á a voltar atrás, a rectificar o que for preciso, quando, pelas nossas leviandades ou pecados, não consigamos descobrir Cristo. Teremos assim a alegria de o abraçar de novo, para lhe dizer que nunca mais o perderemos.


Maria é Mãe da ciência, porque com Ela se aprende a lição que mais importa: que nada vale a pena se não estamos junto do Senhor, que de nada servem todas as maravilhas da terra, todas as ambições satisfeitas, se no nosso peito não arde a chama de amor vivo, a luz da santa esperança, que é uma antecipação do amor interminável, na nossa Pátria definitiva.

Onde está Jesus? – Senhora: o Menino!… Onde está?

Maria chora. – Bem corremos, tu e eu, de grupo em grupo, de caravana em caravana; não O viram. – José, depois de fazer esforços inúteis para não chorar, chora também… E tu… E eu.

Eu, como sou um criadito rústico, choro até mais não poder e clamo ao céu e à terra…, por todas as vezes que O perdi por minha culpa e não clamei.

Jesus! Que eu nunca mais Te perca… E então, a desgraça e a dor unem-nos, como nos uniu o pecado, e saem de todo o nosso ser gemidos de profunda contrição e frases ardentes, que a pena não pode, não deve registar.

E, ao consolar-nos com a alegria de encontrar Jesus – três dias de ausência! – disputando com os Mestres de Israel (Lc II, 46), ficará bem gravada, na tua alma e na minha, a obrigação de deixarmos os de nossa casa, para servir o Pai Celestial.

Santo Rosário, Quinto mistério gozoso


ORAÇÃO

Pela dor que sofrestes quando da perda do Menino Jesus por três dias, Santíssima Senhora, ouvi a nossa prece!
Unidos à dor que Maria sentiu nesta ocasião, peçamos forças e graças para suportarmos com paciência todas as dores de nossas vidas, e para nos mantermos afastados do pecado.

1 Pai Nosso, 7 Ave-Marias e 1 Glória ao Pai


Quarta Dor de Nossa Senhora: O encontro com Jesus no Caminho do Calvário


Um dos momentos mais pungentes da Paixão é o encontro de Jesus com Sua Mãe no caminho do Calvário. As lágrimas que Maria deramou na ocasião, a troca de olhar com o Filho, a constatação das crueldades que Ele estava sofrendo, tudo causava imensa dor no Seu Coração de Mãe.

Mal Jesus se levantou da Sua primeira queda, encontra Sua Mãe Santíssima, junto do caminho por onde Ele passa.


Com imenso amor Maria olha para Jesus, e Jesus olha para a Sua Mãe; os Seus olhares encontram-se, e cada coração verte no outro a Sua própria dor. A alma de Maria fica mergulhada em amargura, na amargura de Jesus Cristo.

- Ó vós, que passais pelo caminho: olhai e vede se há dor semelhante à minha dor (Lam I, 12)!

Mas ninguém repara, ninguém presta atenção; apenas Jesus.

Cumpriu-se a profecia de Simeão: uma espada trespassará a tua alma (Lc II, 35).

Na escura solidão da Paixão, Nossa Senhora oferece ao seu Filho um bálsamo de ternura, de união, de fidelidade; um sim à Vontade divina.

Pela mão de Maria, tu e eu queremos também consolar Jesus, aceitando sempre e em tudo a Vontade do Seu Pai, do nosso Pai.

Só assim saborearemos a doçura da Cruz de Cristo e abraçá-la-emos com a força do Amor, levando-a em triunfo por todos os caminhos da terra.

Via Sacra, IV Estação


ORAÇÃO

Pela dor que sofrestes quando viste O querido Jesus com a Cruz ao ombro, a caminho do Calvário, Virgem Mãe das Dores, ouvi a nossa prece!
Unidos à dor que Maria sentiu nesta ocasião, peçamos forças e graças para suportarmos com paciência todas as dores de nossas vidas, e para nos mantermos afastados do pecado.

1 Pai Nosso, 7 Ave-Marias e 1 Glória ao Pai

Quinta dor de Nossa Senhora: Maria fica de pé junto à Cruz de Jesus


Maria acompanhou de perto todo o sofrimento de Jesus na Cruz e assistiu de pé à sua morte: "junto à cruz de Jesus estavam de pé sua mãe, a irmã de sua mãe, Maria, mulher de Cleofás, e Maria Madalena" (Jo 19, 25)

Mal Jesus se levantou da Sua primeira queda, encontra Sua Mãe Santíssima, junto do caminho por onde Ele passa.


Com imenso amor Maria olha para Jesus, e Jesus olha para a Sua Mãe; os Seus olhares encontram-se, e cada coração verte no outro a Sua própria dor. A alma de Maria fica mergulhada em amargura, na amargura de Jesus Cristo.

- Ó vós, que passais pelo caminho: olhai e vede se há dor semelhante à minha dor (Lam I, 12)!

Mas ninguém repara, ninguém presta atenção; apenas Jesus.


Cumpriu-se a profecia de Simeão: uma espada trespassará a tua alma (Lc II, 35).

Na escura solidão da Paixão, Nossa Senhora oferece ao seu Filho um bálsamo de ternura, de união, de fidelidade; um sim à Vontade divina.

Pela mão de Maria, tu e eu queremos também consolar Jesus, aceitando sempre e em tudo a Vontade do Seu Pai, do nosso Pai.

Só assim saborearemos a doçura da Cruz de Cristo e abraçá-la-emos com a força do Amor, levando-a em triunfo por todos os caminhos da terra.

Via Sacra, IV Estação

ORAÇÃO

Pela dor que sofrestes quando viste O querido Jesus com a Cruz ao ombro, a caminho do Calvário, Virgem Mãe das Dores, ouvi a nossa prece!

Unidos à dor que Maria sentiu nesta ocasião, peçamos forças e graças para suportarmos com paciência todas as dores de nossas vidas, e para nos mantermos afastados do pecado.

1 Pai Nosso, 7 Ave-Marias e 1 Glória ao Pai.


Sexta Dor de Nossa Senhora: Maria recebe o corpo de Jesus morto em seus braços



Nossa Senhora da Piedade, é assim que o povo católico invoca Maria nesse momento da Paixão. Depois "tomaram o corpo de Jesus e envolveram-no em panos com os aromas, como os judeus costumam sepultar." (Jo 19, 40)

Situados agora no Calvário, quando Jesus já morreu e não se manifestou ainda a glória do seu triunfo, temos uma boa ocasião para examinar os nossos desejos de vida cristã, de santidade para reagir com um ato de fé perante as nossas debilidades e, confiando no poder de Deus, fazer o propósito de pôr amor nas coisas do nosso dia-a-dia. A experiência do pecado tem de nos conduzir à dor, a uma decisão mais madura e mais profunda de sermos fiéis, de nos identificarmos deveras com Cristo, de perseverarmos, custe o que custar, nessa missão sacerdotal que Ele encomendou a todos os seus discípulos sem excepção, que nos impele a sermos sal e luz do mundo.


É a hora de recorreres à tua Mãe bendita do Céu, para que te acolha nos seus braços e te consiga do seu Filho um olhar de misericórdia. E procura depois fazer propósitos concretos: corta de uma vez, ainda que custe, esse pormenor que estorva e que é bem conhecido de Deus e de ti. A soberba, a sensualidade, a falta de sentido sobrenatural aliar-se-ão para te sussurrarem: isso? Mas se se trata de uma circunstância tonta, insignificante! Tu responde, sem dialogar mais com a tentação: entregar-me-ei também nessa exigência divina! E não te faltará razão: o amor demonstra-se especialmente em coisas pequenas. Normalmente, os sacrifícios que o Senhor nos pede, os mais árduos, são minúsculos, mas tão contínuos e valiosos como o bater do coração.

ORAÇÃO


Pela dor que sofrestes quando recebestes em vossos braços o corpo inanimado de Jesus, descido da Cruz, Mãe dos Pecadores, ouvi a nossa prece!

Unidos à dor que Maria sentiu nessa ocasião, peçamos forças e graças para suportarmos com paciência todas as dores de nossas vidas, e para nos matermos afastados do pecado.

1 Pai Nosso, 7 Ave-Marias e 1 Glória ao Pai


Sétima Dor de Nossa Senhora: Maria deposita Jesus no Sepulcro



O sepultamento de Seu Divino Filho foi a última dor que Maria sentiu durante a Paixão. "No lugar em que ele foi crucificado havia um jardim, e no jardim um sepulcro novo, em que ninguém ainda fora depositado. Foi ali que depositaram Jesus." (Jo 19, 41-42)

Vamos pedir agora ao Senhor, para terminar este tempo de conversa com Ele, que nos conceda poder repetir com S. Paulo que triunfamos por virtude daquele que nos amou. Pelo qual estou certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as virtudes, nem o presente, nem o futuro, nem a força, nem o que há de mais alto, nem de mais profundo, nem qualquer outra criatura poderá jamais separar-nos do amor de Deus que está em Jesus Cristo Nosso Senhor .


Este amor também a Escritura o canta com palavras inflamadas: as águas copiosas não puderam extinguir a caridade, nem os rios afogá-la. Este amor encheu sempre o Coração de Santa Maria, ao ponto de enriquecê-la com entranhas de Mãe para toda a humanidade. Em Nossa Senhora o amor a Deus confunde-se com a solicitude por todos os seus filhos. O seu Coração dulcíssimo teve de sofrer muito, atento aos mínimos pormenores – não têm vinho – ao presenciar aquela crueldade colectiva, aquele encarniçamento dos verdugos, que foi a Paixão e Morte de Jesus. Mas Maria não fala. Como o seu Filho, ama, cala e perdoa. Essa é a força do amor.

ORAÇÃO

Pela dor que sofrestes quando o corpo de Jesus foi depositado no sepulcro, ficando Vós na mais triste solidão, Senhora de Todos os Povos, ouvi a nossa prece.

Unidos à dor que Maria sentiu nesta ocasião, peçamos forças e graças para suportarmos com paciência todas as dores de nossas vidas, e para nos mantermos afastados do pecado.

1 Pai Nosso, 7 Ave-Marias e 1 Glória ao Pai.



ORAÇÃO FINAL:

Dai-nos, Senhora, a graça de compreender o oceano de angústias que fizeram de Vós a “Mãe das Dores”, para que possamos participar de Vossos sofrimentos e Vos consolemos pelo nosso amor e nossa fidelidade. Choramos convosco, ó Rainha dos Mártires, na esperança de ter a felicidade de um dia nos alegrarmos convosco no céu. Amém.

____________________________________
Privilégios para quem pratica essa devoção:

Em revelação particular a Santa Brígida, devidamente aprovada pela Igreja, Nossa Senhora promete conceder sete graças para quem, cada dia, rezar sete Ave-Marias em honra das suas dores e lágrimas:

Eis as promessas:

Porei a paz em suas famílias;

Serão iluminados sobre os Divinos Mistérios;

Serão consolados em suas penas e os acompanharei nas suas aflições;

Tudo o que pedirem lhes será concedido, contanto que nada se oponha à vontade adorável do Meu Divino Filho e à santificação das suas almas;

Irei defendê-los nos combates espirituais contra o inimigo infernal e serão protegidos em todos os instantes da vida;

Irei assistí-los visivelmente no momento da morte e verão o rosto da Sua Mãe Santíssima;

Obtive do Meu Filho que, os que propaguem esta devoção (às Minhas Lágrimas e Dores), sejam transladados desta vida terrena à felicidade eterna, diretamente, pois terão todos os seus pecados apagados e o Meu Filho e Eu seremos a sua eterna consolação e alegria.

Fonte: Canção Nova

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Sexta-feira Santa: dia de meditarmos a Paixão do Senhor e recorrermos à Divina Misericórdia

Sabemos que faltam algumas horas para rememorarmos a morte do Senhor.
Ele, que por amor e por vontade própria, morreu para nos dar a vida.
Mas a morte não foi páreo para Ele.
No domingo, irá ressuscitar.

Meditando as misericórdias do Senhor, Santa Faustina, a Santa da Divina Misericórdia,
rogou ao Senhor que lhe dissesse como honrar a Sua Misericórdia.
Foi então que o Senhor Jesus lhe deu esta novena, e pediu que sua festa da Divina Misericórdia fosse comemorada no primeiro domingo pós-páscoa.

O Beato Santo Padre, o Papa João Paulo II, o Papa da Misericórdia, foi quem deu início a este pedido honroso do Senhor.

A novena deve ser rezada todos os dias às 15h, a partir da Sexta-feira Santa.
Caso não possa rezar este horário, reze no horário mais oportuno.

Deus nos ouvirá e terá misericórdia de nós. Ano passado Ele teve para comigo.
Eu já a rezo há anos. E no ano passado Ele levou o meu pai no domingo da Divina Misericórdia.

Reze!

Neste link está a Novena da Divina Misericórdia.



Se desejar, inicie também as orações de Santa Brígida.
Esta santa desejou ardentemente saber quanto o Senhor havia sofrido em Sua Paixão por nossos pecados. Jesus lhe revelou que sofrera mais de 5 mil golpes, além dos insultos e assaltos do inimigo. 

Ele prometeu aos que rezassem estas orações por um ano, que salvaria 15 almas da linhagem familiar do purgatório, converteria 15 pecadores desta mesma linhagem, manteria em santidade mais 15 outros, e 15 dias antes de morrer, daria ao que rezou conhecimento sobre sua morte a tempo de uma confissão geral e recebimento do Seu Precioso Corpo e Sangue a fim de que não padeça a fome eterna. No dia da morte, viria juntamente de Sua Mãe, Maria Santíssima, buscar a alma do fiel.

Como é salutar meditar a Morte do Senhor.
Eis o link:
http://www.paroquias.org/oracoes/?o=144